Queda de cabelo feminina: tipos e tratamentos

A queda de cabelo feminina é nosso assunto de hoje, uma queixa das mais frequentes aqui no consultório.

Neste 2020 marcado pela pandemia da covid-19, a gente percebe que essa tem sido uma queixa ainda mais frequente. Ela sempre existiu, mas aumentou.

Então hoje vou falar um pouco sobre as causas da queda de cabelo feminina e os diferentes tipos.

Alopecia

Existem muitas causas para a queda de cabelo

Quando há uma tendência genética, ou seja, a pessoa já tem história familiar desse tipo de queda, temos a alopecia androgenética.

Neste caso, existe uma diminuição dos fios, um afinamento, principalmente nas regiões da frente e lateral. Muitas vezes chega a aparecer o couro cabeludo.

Além da origem genética, ela também pode ter uma origem hormonal.

Alguns distúrbios hormonais podem causar esse tipo de alteração, principalmente a síndrome dos ovários policísticos (SOP), aumento de testosterona, aumento de outros hormônios sexuais, principalmente os masculinos.

Às vezes o uso de alguns tipos de anticoncepcional, principalmente os que contém alguns tipos de progesterona androgênica, que faz como se fosse o papel de um hormônio masculino, também podem causar esse tipo de queda de cabelo.

Eflúvio telógeno

O eflúvio telógeno é um outro tipo de queda de cabelo, que acontece, geralmente, quando os fios passam da fase de crescimento para uma fase estacionária e, em seguida, eles vão cair.

É como se vários fios de cabelo fossem acionados por um botãozinho e mudassem de estágio vários ao mesmo tempo.

Nesse tipo de queda, quando os fios estão programados para cair, eles vão cair, não tem nada que faça estacionar esse processo, mas eles vão crescer de novo depois.

O que causa queda de cabelo?

Geralmente uma infecção mais séria, uma internação, uma cirurgia, às vezes um problema de tireoide ou um estresse muito intenso.

O estresse causa o aumento de cortisol e o cortisol desencadeia esse tipo de queda de cabelo.

Existem várias causas e isso tem que ser investigado.

Muitas vezes a própria falta de ferro ou níveis baixos de ferritina também podem estar relacionados.

Por isso é importante pesquisar a história clínica do paciente e também fazer exames.

Alopecia frontal fibrosante

Existe agora um outro tipo de queda de cabelo, que está muito comum, na qual existe uma alteração cicatricial dos fios, ou seja, os fios caem e não voltam.

Essa é um pouquinho mais complicada de tratar, tem que usar medicamentos locais ou orais e isso tem que ser feito com uma certa rapidez, porque senão o folículo vira uma cicatriz.

Aumentou muito o diagnóstico dessa alopecia nos últimos tempos. Às vezes a pessoa perde também fios na sobrancelha, fica com bolinhas na pele na região da testa.

Essa avaliação e diagnóstico da queda de cabelo é feita com um aparelho chamado tricoscópio, que amplia nossa visão do couro cabeludo.

Então se você tem algum tipo de perda de cabelo, se isso está incomodando você, venha fazer uma avaliação, uma investigação e tratar de forma correta.

Fale Agora!
Como posso te ajudar?
Powered by