Talvez você nunca tenha ouvido falar em proporção áurea, mas essa é uma constante matemática que representa a estética, a beleza e a harmonia. 

Ela é encontrada nas artes, na arquitetura, no design, na natureza e também no corpo humano. 

E, particularmente, no meu caso, as artes me ajudaram muito a desenvolver esse olhar bem apurado para o belo, para a harmonia, para uma visão detalhada das linhas da face. 

Isso porque eu fiz 20 anos de ateliê de desenho e pintura, inclusive com alguns artistas consagrados no Brasil, antes mesmo dos lasers, preenchimentos e toxina botulínica entrarem na minha vida. 

Padrão X resultados naturais

Mas mais do que buscar um ideal de perfeição nos tratamentos faciais ou na tão falada harmonização facial, o principal objetivo tem que ser os resultados naturais. 

A ideia é ressaltar e valorizar o que as pessoas têm de melhor e não transformar o rosto delas. É saber o que fica bom ou não para cada pessoa, de forma individualizada. 

Na prática, a visão de perfeição e de beleza é bastante ampla e relativa. O que é belo para um, pode não ser tão bonito na visão de outra pessoa. 

Claro que os cálculos e as referências nos guiam nesse objetivo de fazer um bom trabalho, mas o mais importante é buscar as proporções faciais, levando em consideração as características individuais de cada pessoa.
 

Então, se você pensa em realizar um tratamento facial, uma harmonização ou corrigir alguma alteração que tem incomodado você, agende uma avaliação! 

Fale Agora!
Como posso te ajudar?
Powered by