Dermatologista é especialista em cabelo, pele e unhas

A formação do dermatologista é nosso assunto de hoje. Como é, em geral, a formação do dermatologista?

É importante falar sobre isso porque os cuidados com a pele das pessoas estão sendo banalizados, estão sendo feitos por outros profissionais que não são especialistas.

Muitas vezes por profissionais que não são médicos e isso é um problema.

Porque há um longo caminho a ser percorrido pelo dermatologista para conhecer melhor o maior órgão do corpo que é a pele.

E a complexidade desse órgão, sua interação com todo o resto do organismo, porque a pele não é um órgão isolado, ela interage com todos os outros.

Quando a pele é afetada, isso pode afetar outros órgãos também, assim como ela pode ser um reflexo de doenças de outros locais também.

A dermatologia é uma das especialidades que mais têm doenças. Existem mais de 3 mil doenças que a gente precisa conhecer, sejam doenças genéticas, inflamatórias, infecciosas ou tumorais.
Você conhece os bioestimuladores de colágeno e seus benefícios? Então clique aqui e saiba mais! 

História da Dra. Natalia Cymrot

Formada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, em um curso que dura 6 anos.

Depois foram mais 5 anos de especialização, sendo 3 obrigatórios e 2 opcionais.

Durante a residência médica e especialização estudou nos em dois lugares diferentes dos Estados Unidos e também fez estágio em Paris, na França.

Fez a tese de mestrado em 2004 e o tema foi sobre olheiras. Foi a primeira tese sobre tratamento de olheiras aqui no Brasil.

Depois disso são mais 16 anos participando de dezenas de congressos, praticamente todo final de semana tem um congresso (nacionais e internacionais), um curso no qual vai para aprender, para ensinar, para trocar experiências com colegas e também tem os grupos de estudos.

É uma atividade incessante, infinita, o número de publicações que saem é imenso, dá bastante trabalho para acompanhar.

É uma trajetória muito longa, de uma dedicação imensa. Foi uma escolha acertada, mas que dá muito trabalho.

A gente gasta tempo, gasta dinheiro, troca o tempo de estar com a família e com amigos para fazer esse tipo de atividade, tudo isso para oferecer o melhor para os pacientes, um tratamento de ponta, o melhor que existe, o melhor possível naquele momento.

Escolha o profissional que vai cuidar da sua pele

Isso deve ser levado em consideração quando você vai escolher alguém para cuidar da sua pele. Você tem que escolher um médico dermatologista.

Acontece que os dermatologistas estão recebendo nos consultórios, muito mais do que antes, pacientes com complicações que vão a profissionais não médicos para fazer os procedimentos estéticos.

São pessoas que fizeram curso de um fim de semana, de um mês, às vezes um dia e que vão se aventurar a aplicar, sem conhecer adequadamente anatomia, que é fundamental e que dá muito trabalho para aprender.

Então o paciente vai lá, faz o procedimento estético, acha que está pagando mais barato, embora o preço seja o mesmo dos consultórios médicos, e o paciente chega para o dermatologista resolver as complicações.

Esse é um alerta que eu faço, para que você procure um médico dermatologista para tratar qualquer coisa que se relacione com a pele, seja doença ou seja estética.

Se você tiver alguma dúvida ou quiser tratar quaisquer queixas estéticas, entre em contato com a gente e vamos cuidar de forma correta da sua pele e da sua saúde.

Fale Agora!
Como posso te ajudar?
Powered by