“Essas rugas me incomodam, mas não quero ficar com o rosto sem expressão.” Muitos dos pacientes da Dermacenter, clínica de dermatologia localizada na Zona Oeste da capital de São Paulo, chegam na consulta com essa ideia estereotipada dos tratamentos de rejuvenescimento facial. A verdade é que não é preciso abrir mão da expressividade para ficar com uma pele mais firme e lisinha.

Atualmente, dois tratamentos minimamente invasivos (ou seja, não cirúrgicos) podem garantir resultados muito naturais de rejuvenescimento da pele: o preenchimento cutâneo e a toxina botulínica (popularmente conhecida como Botox). O segredo está na forma como eles são aplicados: é preciso escolher a área exata para injetar as substâncias, de forma a atingir locais muito específicos da pele. Por isso, é fundamental fazer o tratamento com um médico dermatologista qualificado e de confiança.

Para ajudar a derrubar o mito do “rosto sem expressão”, explicamos como esses tratamentos de rejuvenescimento funcionam. Confira:

PREENCHIMENTO CUTÂNEO

A segunda camada da pele, a derme, contém uma substância chamada ácido hialurônico. Com a idade, a produção natural dessa substância vai diminuindo, o que deixa a pele com uma aparência “caída”.

O procedimento consiste na injeção de ácido hialurônico sintético sob a pele. Além de dar sustentação à pele e deixá-la mais hidratada, o tratamento também estimula a produção de colágeno, o que melhora a textura e a flacidez.

O preenchimento é indicado para correção de sulcos, rugas e cicatrizes, melhorar o contorno facial, realçar o contorno dos lábios e aumentar seu volume e para tratamento de olheiras. Também pode ser aplicado no pescoço, colo, mãos e áreas com celulite.

TOXINA BOTULÍNICA

A toxina botulínica é derivada de uma bactéria e purificada para uso dermatológico. A substância bloqueia os sinais nervosos musculares, enfraquecendo o músculo no qual é aplicada. Ao impedir que o músculo se contraia, atenua rugas e linhas de expressão.

O procedimento é bastante simples: uma agulha muito fina injeta a toxina no músculo, em um procedimento que leva cerca de 15 minutos. Os efeitos aparecem em poucos dias e duram de três a quatro meses. Para obter resultados mais naturais, é importante que a aplicação seja feita no músculo específico da área a ser tratada, de forma a não prejudicar o movimento de outros músculos.

Tanto o preenchimento cutâneo como o tratamento com toxina botulínica são tratamentos realizados em consultório, sem necessidade de o paciente se afastar das atividades normais do dia a dia.