Mais cedo ou mais tarde, a pele de qualquer pessoa começa a perder elasticidade, fica mais flácida e vai ganhando marcas de expressão e ruguinhas. O processo de envelhecimento cutâneo é natural e pode ser potencializado por fatores como exposição ao sol, tabagismo, ingestão de bebidas alcoólicas em excesso e maus hábitos alimentares, entre outros. Mas é possível retardar o envelhecimento da pele, e até mesmo revertê-lo em parte, com tratamentos dermatológicos não cirúrgicos.

Como alternativa à cirurgia plástica, a Dermatologia desenvolveu procedimentos não invasivos ou minimamente invasivos a partir do entendimento de como a pele envelhece: com o tempo, ocorre uma gradativa redução na produção de colágeno e elastina, que são proteínas que dão estrutura, sustentação e elasticidade à pele. Assim, novos tratamentos dermatológicos atuam para estimular a produção dessas proteínas pelo próprio organismo, resultando em uma pele rejuvenescida de aspecto natural no longo prazo. Confira dois desses tratamentos.

BIOESTIMULADORES DE COLÁGENO

Os bioestimuladores de colágeno são substâncias sintéticas que, quando injetadas na pele, provocam uma reação nos fibroblastos, as células responsáveis pela síntese de colágeno e elastina. Essas células passam a produzir mais colágeno e elastina, resultando em uma pele mais firme e lisa.

Na clínica Dermacenter, localizada na Zona Oeste da cidade de São Paulo, o bioestimulador utilizado é o ácido poli-L-láctico (Sculptra®), substância que é absorvida pelo organismo. O procedimento minimamente invasivo consiste na aplicação de injeções na área a ser tratada, por isso pode ser realizado com total segurança no consultório e sem necessidade de o paciente se afastar de suas atividades diárias.

Os resultados do tratamento com bioestimuladores de colágeno são graduais e duradouros: os sinais de envelhecimento, como marcas de expressão e flacidez, começam a se suavizar cerca de três semanas após a primeira sessão, e os resultados permanecem por até 25 meses.

LASER FOTONA 4D

Essa tecnologia de última geração combina dois tipos de laser em um tratamento em quatro dimensões: reduz a flacidez da pele e atenua rugas e linhas de expressão, melhora a textura e o contorno. A quarta dimensão é o tempo: a produção natural de colágeno continua sendo estimulada meses após a aplicação do laser.

O Fotona 4D também age como um minilifting. Aplicado na raiz do couro cabeludo, por trás das orelhas e do pescoço, o laser estimula a produção de colágeno nessas regiões, o que traciona os tecidos da face para cima e lateralmente. O laser também pode ser aplicado com total segurança em torno dos olhos, de forma a atenuar ruguinhas e olheiras, e dentro da boca, melhorando o aspecto dos lábios e da pele em torno deles.

Ainda que não sejam procedimentos cirúrgicos, esses tratamentos de rejuvenescimento devem ser realizados por médicos dermatologistas qualificados, o que garante a eficácia e a segurança dos procedimentos.